Roteiro 8 dias: Cartagena de Índias (Bônus: conexão de 10 horas no Panamá)

Por Mayara Rosa & Neuton - dezembro 11, 2015

praia agua azul isla baru cartagena de indias
Dessa vez a missão era encontrar o chiva businho!
Olá amigos! Nosso destino agora foi o caribe colombiano, Cartagena de Índias, ou apenas Cartagena. A viagem foi no início de dezembro, muito calor, aquele solzão. O povo é maravilhoso e o mar tem a melhor temperatura que já vi. Passeio inesperado que valeu a pena demais. Vamos lá:)

 Dia 1 (Seg) - Calooor e 3h a menos!

voo copa airlanes

Fomos de Copa Airlines, conexão no Panamá, pegamos uma promoção no melhores destinos, então era o vôo da madrugada, às 3h (mas eles ofereceram uma cobertinha, com a qual ficamos muito felizes rs). O vôo até o Panamá demora aproximadamente 6 horas e, no aperto, não conseguimos dormir, então na próxima viagem internacional longa vamos tentar juntar mais um dinheiro para ir na executiva rs. (porquê ai meu joelho). Conexão rápida, apenas 40 min, a Copa já manda sua bagagem direto ao destino final. Perfeito. Chegamos ao aeroporto de Cartagena às 7h da manhã, porque o fuso é de 3h a menos lá. 

Pegamos um táxi para ir para o hotel, é muuito barato, serviço público mesmo. Foram 15mil pesos (mais ou menos 17 reais). As corridinhas dentro da cidade não passavam de 10 reais. Vale a pena. Porém se prepare! O trânsito é caótico! As ruas são estreitas, vem carro de tudo que é lado, buzina é muito usada, e principalmente para apressar os pedestres que já estão correndo na faixa kkk


Chegamos suados no Hotel Quadrifolio, dentro da Cidade Muralhada (o centro histórico de Cartagena, que como o nome já diz é toda cercada por mulharas, muito lindo). Sabíamos que era um Hotel Boutique, mas ficamos surpresos ao sermos recebidos com tanto cuidado, nos deram um paninho com água gelada para limpar o suor, já perguntaram o que queríamos beber de cortesia, e apesar de termos chegado bem antes da hora do check in, nosso quarto já estava disponível, com cartinha de boas vindas e tudo. Melhor impossível. 

Era hora de explorar as ruas de paralelepípedos de Cartagena. Mais calor kkk estávamos derretendo. Nesse primeiro passeio, percebemos que tem muitos vendedores de rua na cidade, e eles são bastante incisivos rs. Já ficam gritando Brasil! E são espertos, como estavamos suando, um deles já tacou um chapéu panamá na nossa cabeça e não tivemos saída senão comprar. Não foi tão barato, mas era feito a mão. 

Depois disso, ainda não era nem 12h e estávamos com muita fome, afinal no Brasil já ia dar 15h. Só que em Cartagena os restaurantes só abrem para o almoço depois de 12h30, em sua maioria. Como a fome estava grande arriscamos comprar uma Arepa de Queso dos vendedores de rua. Bem interessante, é uma massa de queijo frita, devoramos sem nem tirar foto kkk. Depois ficamos esperando até o restaurante Juan del Mar abrir. Comemos um prato de salmão com caviar e patacones (que é tipo um disco feito com massa de banana, frito). E para matar o calor um Smoothie de Manga :P

 
Queríamos ver o primeiro pôr do sol no Café del Mar (já tinha lido a respeito aqui), só que o sol caribeño nos enganou, ele nasce cedo, mas também se põe cedo, 17h30. Chegamos 18h e já tinha passado, mas mesmo assim o tom alaranjado à beira mar foi lindo e rendeu boas fotos. Só pedimos umas bebidas porque só tinha petisco de bar, mas não gostamos muito do atendimento. Então partimos para passear na cidade à noite e jantar em outro lugar.

muralhas cartagena de índias noite ruas cartagena noite natal
As muralhas são realmente incríveis, você pode caminhar em cima delas, eu não tive coragem de andar nas partes mais estreitas rs dá uma vertigem. Mas tem partes largas e seguras :P. Foi ótimo passear a noite com a cidade enfeitada de natal. O povo do Caribe Colombiano tem grande influência africana, os jovens fazem shows de dança nas ruas, muito interessante.  Paramos para comer no Hard Rock Café Cartagena, pedimos uns nachos, e o Neuton pôde comprar mais um copo para sua coleção rs. Mas o destaque da noite foi a nossa paixão da viagem: a Limonada de Côco!! Que delícia de bebida. Depois quase todo dia bebemos kkk Achei uma receita parecida aqui. Vou experimentar fazer qualquer dia.

dança africana ruas cartagena noite hard rock café cartagena

 Dia 2 (Ter) - Free Walking Tour na Cidade Muralhada

Como gostamos do tour em Santiago, repetimos em Cartagena, nesse Free Walking Tour você conhece a cidade com um guia local e ao final dá uma gorjeta do valor que achar que ele mereceu. Nosso guia era um senhor que falava espanhol e contou a história da cidade de maneira bastante detalhada. O passeio dura 4h. Recomendamos. É sempre importante conhecer mais da cidade que está viajando. Por exemplo que o pirata Francis Drake já morou ali rs. Depois fomos almoçar no restaurante Carmen, número 1 do trip advisor, é um restaurante moderno, com cozinha gourmet. Delicioso o prato de lombo de porco cozido por 12h. Muy rico :P 

 
À tarde, foi a vez de conhecermos o Museu da Inquisição e da História de Cartagena (foto 1). E sair para conhecer um pouco mais os pontos da cidade. 

 
 
Até entramos em um barco no estilo pirata para tirar umas fotos (fotos 2 e 3). Neuton foi guilhotinado diversas vezes esse dia kkkk. 


O legal de Cartagena é que você pode percorrer tudo à pé no Centro. Então dá para aproveitar bem. Ah e dessa vez acertamos no pôr do sol kkk.

À noite jantamos no nosso hotel mesmo, queríamos provar porque o café da manhã já foi simplesmente um espetáculo, e no outro dia íamos sair mais cedo para a Isla Barú. Delicioso o jantar e também a decoração. Serviço exclusivo só para nós dois rs.

 Dia 3 (Qua) - Navegando para a Isla Barú!

Cedinho partimos para a Marina e foi a hora de conhecer o incrível mar do Caribe. São três tons de azul muito especiais. Escolhemos ficar hospedados por 4 dias na Isla Barú, no Hotel Sport Barú, que tem uma lancha particular para realizar o transporte de maneira segura. 

Já chegamos ao Hotel iniciando as atividades, partimos para um tour para conhecer o Oceanário das Islas do Rosário e para fazer o primeiro snorkeling nas águas transparentes, vendo corais, peixinhos e curtindo o mar que tem uma temperatura perfeita. Voltamos para almoçar no hotel, curtimos uma massagem relaxante e a noite fomos jantar com nossos novos amigos Argentinos e Chilenos que nos acompanharam durante a estadia na ilha.

 Dia 4 (Qui) - Areia Branca, mar transparente... e a magia dos plânctons.

jet ski isla baru cartagena de indias
Esse foi o dia de descansar na Praia Agua Azul, e realmente é muito azul. Muito diferente das praias do Brasil, não tem ondas quebrando e a temperatura é muito agradável. A lancha do hotel nos levou, ficava a apenas 3 minutos de distância. Como era quinta-feira, a praia era praticamente apenas nossa. Foi uma delícia, o Neuton aproveitou para andar de jetski, ele mesmo pilotou, eu não tive coragem rs.
praia agua azul isla baru cartagena de indias
À noite, fizemos um passeio muito interessante, fomos ao mar com todas as luzes apagadas e pudemos mergulhar com os plânctons bioluminescentes. Pena que as câmeras não capturam esse espetáculo da natureza.

 Dia 5 (Sex) - Mais Snorkeling com corais *_*

snorkelling islas del rosario cartagena de indias
Como a prática leva a perfeição, resolvemos voltar para mais um passeio de Snorkeling nos corais da Isla del Rosario e foi muito bom. Depois tivemos uma visita à Isla Arena que é uma praia bem pequena onde você ver o mar por todos os lados, praticamente 360º. Não foi possível aproveitar tanto porque os nativos/vendedores quiseram cobrar pela sombra rs (literalmente, veja a parte de dicas sobre Cartagena  ao final :P).
isla arena cartagena de indias
Encontrei esta pequena imagem aérea da Isla Arena :)
À noite desfrutamos de um jantar romântico com lagosta e vinho, oferecido entre os serviços do hotel. Foi um momento muito especial para nós dois, fechou com chave de ouro a última noite na ilha!

 Dia 6 (Sáb) - Despedida da Praia Água Azul. Olá Bocagrande :)

praia azul isla baru cartagena de indias
Última olhada para a praia... era hora de deixar a Isla Barú, com muitas histórias divertidas e muito queimados de sol rs. Pela foto dá pra ver que as ondas estavam aparecendo um pouquinho, e sentimos isso na viagem de volta na lancha, sacudiu bastante mas o piloto (ou marinheiro? kk) mandava muito bem e chegamos tranquilos em Cartagena. Agora era a hora de ficar no Hotel Hilton Cartagena, em Bocagrande, e descansar com um pouco mais de conforto antes do vôo de volta.

vista hilton cartagena
Vista da nossa janela no hotel ^^
No jantar nos demos mal kk acabamos entrando em um lugar chamado Caribbean Gourmet, perto do Hotel, mas de Gourmet não tinha nada. Era uma lanchonete e comemos o autêntico hambúrguer podrão colombiano. Ugh.

Dia 7 (Dom) - Artesanato, Passeio de Chiva e tour aos monumentos :)

palenqueira cartagena de indias
De manhã, voltamos à Cidade Muralhada em busca das lembrancinhas, lá não tem uma feirinha específica, os artesãos ficam mesmo na calçada com os produtos. Também tem algumas lojinhas fechadas. Tudo muito baratinho, saímos satisfeitos. Nesse dia consegui minha foto com uma palenquera, são as mulheres colombianas que vendem frutas e lembram bastante as nossas baianas. Achei tão fofa que ela até colocou a bacia de frutas na cabeça para fazer a foto. Comprei uma bonequinha delas para mim e o Neuton achou o chiva bus também.


O almoço foi no La Vitrola. Amamos! Ambiente bacana, bem decorado, a noite parece que tocam música cubana. Vale muito a pena, a comida foi também deliciosa, comemos um corte de carne com uma costra caramelizada e a sobremesa foi a melhor torta de côco quente com sorvete do mundo :P

chiva bus cartagena indias chiva bus cartagena de indias
Já havíamos reservado um tour de Chiva para conhecer dois grandes pontos de cartagena, o Convento de la Popa e o Castillo San Felipe de Barajas. Então às 14h30 foram nos buscar na recepção do hotel. O passeio foi bacana (à noite as chivas se transformam em verdadeiras festas também para quem gostar), só que o guia falava em espanhol e inglês em um microfone e não deu pra entender muita coisa porque as caixas de som eram ruins :( Além disso, apesar da longa duração (foi a tarde toda) sempre acabam sendo corrido esses passeios, então se fosse para dar uma dica é melhor ir sozinho e terá mais tranquilidade para conhecer os monumentos (que são incríveis) e tirar fotos. 

covento de la popa cartagena de indias
Mas se tiver corrido de tempo, como nós estávamos, é a melhor escolha. À noite, saímos com nossos hermanos para comer uma pizza e depois dançar. Por ser domingo as casas de dança não estavam muito cheias, e não encontramos música ao vivo. Mas arriscamos alguma coisa rs.

Dia 8 (Seg) - Tchau Cidade Muralhada, vamos relaxar no Hotel :P

por do sol praia bocagrande cartagena hotel hilton

No último dia, queríamos relaxar, resolvemos conhecer o shopping de Bocagrande e almoçar, não gostamos do Centro Comercial Plaza Bocagrande, muito pequeno e com poucas opções. Então resolvemos arriscar mais um dia na Cidade Muralhada, queríamos muito ter visitado o Museu do Ouro, mas estava fechado em todas as tentativas. Então visitamos o Museu das Esmeraldas, é interessante, mas o objetivo é mais divulgação da joalheria rs. Para o último almoço, fomos ao El Santisimo. Boa comida também, pedimos um salmão que estava muito bom. Voltamos para o Hotel, e fomos curtir o último pôr do sol, na praia "privada" do Hotel Hilton. Na verdade é uma ponta da praia com algumas cadeiras do Hilton, mas haviam vendedores lá e outras pessoas, então achamos que nesse caso a propaganda foi enganosa kk.

hilton cartagena iluminação e piscina
Então fomos relaxar nas piscinas mesmo. Muito bonita a iluminação à noite do hotel. Essa foi a última foto de Cartagena. No outro dia saímos cedinho para o aeroporto.

Dia 9 (Terça) - Dez horas no Panamá!

miniatura museu canal do panama
Tínhamos lido aqui que se você tem uma conexão grande no Panamá vale a pena conhecer o Canal e fazer umas comprinhas no Shopping. Então já que fomos de Copa, já aproveitamos logo rs. É tranquilo porque a bagagem vai direto para o destino final, então foi super rápido para passar na imigração. 

Na saída do aeroporto tem algumas empresas de tour, eles nos cobraram 60 dólares para o motorista nos levar até o canal, nos esperar lá por uma hora e trazer de volta para o aeroporto. Achamos um pouco caro, mas fomos, trocamos a volta para o shopping que fica próximo ao aeroporto. Do aeroporto ao Canal são aproximadamente 40 minutos de viagem em dias normais, mas era feriado do dia das mães lá, as ruas estavam desertas. Não vimos muito movimento, mas achamos a cidade um pouco suja e com bastante áreas pobres.

Depois disso, desistimos de vez das compras, tínhamos lido que esse shopping tinha transporte grátis para o aeroporto. Mas fomos surpreendidos ao descobrir que 1) era necessário um voucher e 2) a última van já havia passado. A sorte é que tínhamos muito tempo ainda, o azar é que tívemos que sacar mais dólares (o Panamá só usa dólares, a moeda local internamente vale também 1 dólar), pois o táxi para o aeroporto custaria mais 15 dólares. Então esteja preparado caso deseje usar esse translado shopping-aeroporto.

canal do panamáAo chegar ao Canal, você paga uma entrada de 15 dólares e tem direito a ver um filme 3D (no nosso dia a sessão foi 2D mesmo :/) de 10 minutos que conta a história da construção do Canal. Em seguida, você entra no museu de quatro andares, até chegar ao último que é o mirante. O museu é bacana, tem algumas miniaturas dos navios utilizados na época que são muito bem feitas. Porém ,infelizmente o Canal em si não é tão incrível rs. Principalmente porque nenhum navio estava passando :(. Outra coisa chata é que as pessoas ficam sentadas no chão na beirada guardando caixão lugar para quando um navio passar, o que dificulta achar um espaço para fotos.

Conforme o combinado, o motorista nos deixou no shopping Metromall, da rede Multiplaza. Começamos animados, fizemos até o green card (cartão de desconto para os turistas). Mas, tristeza, o real realmente estava muito desvalorizado em relação ao dólar, nem um perfume trouxemos. O Neuton ainda comprou uns acessórios de GoPro e Legos.

Almoçamos fast food da rede Wendy's. Nada muito excepcional. Mas o lanche depois foi maravilhoso. Comemos um rolinho de canela e um bolinho da rede Cinnabon. Tem que abrir um no Brasil urgente kkk
cinnabon
É assim mesmo...
Tentamos ainda conhecer um hipermercado que tinha no shopping, o El Machetazzo, ficamos muito chateados porque você era obrigado a guardar as mochilas, e até nas garrafas de água que estávamos nas mãos o segurança escreveu um número com canetinha. Passamos a vergonha de sermos abordados no meio da loja para guardar a mochila. Saímos na hora, muito estranho isso dentro de um shopping.

De volta ao aeroporto, compramos uns sanduíches de queijo e presunto no Dunkin' Donuts para não ficar com fome no avião, mas saiu uma pequena fortuna pelo valor atual do dólar kkk. Já estávamos com saudades dos pesos colombianos.

É isso! Voltamos ao Brasil, tudo certo com as bagagens, passamos na fila do nada a declarar sem nenhum problema. Mais uma viagem chegou ao fim, e foi incrível.

Obrigada pela leitura amigos! Nossa américa latina é sensacional! Vale muito a pena! Até a próxima! 

 Dica bônus #1: Faça o possível para se hospedar na cidade muralhada, apesar de ter diárias mais caras, você ganhará tempo/dinheiro evitando usar táxi para ir para o centro, que é onde está todo o charme de Cartagena e também os melhores restaurantes.

 Dica bônus #2: Vá preparado para o assédio dos vendedores, e se quiser comprar algo, negocie. Conseguimos ótimos descontos. Também já fomos sabendo que o passeio da Playa Blanca não valia a pena devido a esse turismo predatório. Não sentimos falta de visitá-la, a Playa Agua Azul é perfeita.

 Dica bônus #3: Realmente, as praias da cidade não são do estilo caribeñas, a areia e a água são escuras. É essencial visitar as ilhas, e se hospedar é o ideal, pois o transporte de lancha é caro, não vale a pena ir só um dia e voltar, você vai ficar com gosto de quero mais rs.

 Dica bônus #4: A menos que o real esteja valorizado com o dólar, não vale a pena descer no Panamá para compras. Também não achamos que a visita ao Canal valeu o preço/tempo. Porém eles estão construindo um novo e maior, mas enquanto isso, se tiver uma conexão mais rápida pela Copa pode pegar sem medo. Os 40 minutos da ida foram perfeitos.

 Dica bônus #5: Dessa vez experimentamos a GoPro, caso tenha vontade de adquirir uma, recomendamos fortemente a com tela. Nesses tempos de feedback imediato, você sente muita falta de ver se a foto/vídeo ficou legal.

  • Compartilhe:

Veja também

1 comentários