A última escadaria caracol: Catedral de York

Por Mayara Rosa & Neuton - agosto 16, 2018 - Local: York, Reino Unido


Neste post falaremos sobre a York Minster, a Catedral de Iorque, que para nós foi uma das mais lindas igrejas da Europa que conhecemos. Além de impressionar pelo seu tamanho ao vê-la na cidade, por dentro os vitrais também são lindíssimos. Continue lendo e saiba tudo sobre essa visita.

O Exterior

A Catedral de York é uma das mais magníficas catedrais do mundo (segundo o próprio site oficial). Nós com certeza concordamos, comparando com as que já conhecemos. O fato de ter duas grandes torres na frente e uma atrás já é um destaque (pelo menos foi a primeira que vimos assim), pois de cada ângulo que a vemos é diferente.

Curiosidade: Matéria listando as mais belas catedrais do mundo, algumas são de arrepiar!
Detalhe das duas torres principais, cada uma tem 60 metros de altura (equivalente a um prédio de 20 andares). Impressionante para uma construção que terminou em 1472, antes do descobrimento do Brasil!

A enorme catedral destaca-se no horizonte de York. Seu comprimento é de 160m. 
Um outro ângulo. Vista dos fundos. Nesta foto percebemos que a torre de trás, a mais antiga, é a mais alta: tem 72m.
A catedral de York, como não poderia deixar de ser, é o cartão postal da cidade. Depois de nos encantarmos por ela desde o dia que chegamos, havia chegado a hora de conhecê-la por dentro (e por cima).

O Interior

Para conhecer a catedral por dentro é cobrado ingresso. Compramos com antecedência pelo site oficial. Que vende apenas o ingresso para a entrada a igreja, o ingresso para subir até a torre só é vendido no dia, pessoalmente, pois depende do clima.

 Valor da Entrada: 10 Libras (Adultos), 9 Libras (Idosos e Estudantes), Gratuito (Crianças até 16 anos).

Assim que você entra, o que mais chama atenção são detalhes do teto e os lindos vitrais da catedral. A York Minster é reconhecida mundialmente por ter um centro de restauração e manutenção de vitrais. Inclusive há uma exposição na igreja sobre essa arte, que não é nada fácil! 

Detalhes dos ornamentos do telhado da Catedral. Repare no do meio ele é diferente, é um desenho de um astronauta, saiba o porquê abaixo.

Curiosidade: Em 1984 houve um incêndio na catedral (provavelmente devido a um raio) que causou a destruição de parte do teto da igreja. No processo de restauração, novos ornamentos foram criados e 5 deles foram feitos a partir de desenhos de crianças que ganharam um concurso no programa de TV infantil Blue Peter (o Bom Dia&Cia britânico rs). Achamos o máximo quando a guia nos contou no free walking tour e logo tiramos foto!

No pequeno vídeo abaixo, fizemos imagens para mostrar a grandiosidade da Catedral, nele também dá para ouvir um pouco do som órgão, que é incrível (demos muita sorte nessa viagem, em várias igrejas ouvimos o órgão, como na Notre-dame de Paris).


A parede da torre central da Catedral é decorada com estátuas de diversos reis do Reino Unido. Lindo, não é?

Três estátuas em detalhes.
Abaixo mais um vídeo, agora com o detalhe nos vitrais, e ao final dá pra ver um pedaço da exposição que já comentamos sobre os trabalhos de restauração.






Além dessa exposição dos vitrais, também estava acontecendo outra muito interessante, que permitia ao visitante descer ao subsolo para conhecer um pouco do trabalho de restauração da base da Catedral e ver os achados que foram encontrados por "sorte" durante as escavações! Encontraram desde objetos muito antigos até pedaços de antigas construções (inclusive da antiga muralha romana) que ajudaram a contar um pouco mais da história dessa cidade encantadora que é York.

Na Catedral também estão sepultadas várias figuras importantes para a história da cidade, em sua maioria arcebispos. 

Bisbilhotando o coral infanto-juvenil apresentando-se na Catedral de York.
Bastidores: Compramos o ingresso para subir à torre no último horário, então matamos o tempo conhecendo a igreja, mas foram fechando todos os corredores, pois ia acontecer uma apresentação do coral de crianças e jovens. Então sentamos em duas cadeiras que estavam por ali. Reparamos que uma mulher estava nos olhando bastante, mas não saímos. Até que ela "desistiu" e se aproximou e nos disse "vocês estão bem no meio da área por onde as crianças vão passar!".  Pedimos mil perdões e saímos dali. Isso que é "bagunçar o coreto" 😂. 

O topo

No horário marcado, fomos até a área para subir para a torre. Eles controlam o horário de uma forma bem simples: uma adolescente fica com a chave para o elevador centenário (Graças a Deus, existia um elevador) e só destranca na hora certa. A partir daí você segue sozinho (na verdade com algum outro turista que esteja naquele horário, mas a adolescente não vai) para o andar de cima, que ainda não é a torre, você desce como se fosse na "laje" da catedral (foto abaixo).

Vale muito a pena subir até o topo da Catedral e conferir de perto a riqueza de detalhes da construção.
Para complementar o dia estava lindo, tivemos bastante sorte com o tempo em nossa viagem pelo Reino Unido (ao contrário de Paris).
Um dos vitrais visto por fora.

Detalhes da arquitetura (as diversas pontas denunciam o estilo predominantemente gótico).

Depois é a hora de subir de fato ao topo da torre central (a mais alta), aí sim encaramos a temida escadaria caracol (com bastante degraus para queimar os scones que nos esbaldamos no chá da tarde).

A vista lá de cima é de tirar o fôlego, rendeu uma das fotos favoritas do Neuton (a que abre este post). Repare a diferença de ângulo da foto acima (onde só vemos o mastro da bandeira) com a foto abaixo (a bandeira está mais baixa)!

Bandeira da Inglaterra no topo de uma das torres da Catedral.
A Catedral de York ficou marcada em nossa viagem, assim como essa cidade que é muito charmosa. Se estiver fazendo um tour pela Inglaterra, não deixe de incluí-la!

  Jantar: Pairings Wine Bar

À noite foi a vez de conhecermos um lugar que estávamos ansiosos, o Pairings Wine Bar. Esse foi mais um achado durante nosso planejamento. Não foi necessário fazer reserva, pois trata-se de um bar. 

Mas não é um simples bar. O que nos chamou atenção por lá é que eles fazem os pairings: combinam o vinho que você escolher com algum aperitivo (queijo, embutido, nozes) e servem essas duplas.

Um dos pairings. Além de trazer um acompanhamento, o vinho vem com uma fichinha com sua origem e uma descrição de seus elementos de sabor. Perfeito para quem não é expert (como nós). 

Para quem ficou interessado, segue o cardápio com todas as opções de pares.

A experiência foi muito bacana! O lugar também é bem charmosinho, o atendimento é bom. A parte ruim é que não é dos mais baratos.

Como as porções são pequenas e não matou nossa fome, resolvemos comer em outro lugar. Não tínhamos nada planejado, então fomos ao restaurante ao lado para não andar muito (literalmente ao lado, veja o mapa abaixo).



O vizinho era o Rustique, um bistrô francês. A comida foi boa, mas nada muito memorável. Mas salvou nossa fome e não tivemos que andar muito, então foi perfeito rs.

Agradecemos sua visita! Qualquer dúvida é só comentar!


Brincamos sobre a Catedral de York ser a última escadaria caracol da viagem, pois subimos muitas delas nessa pequena Eurotrip, as mais marcantes (com o link para o respectivo post) foram:

  1. Sacré-Coeur, Paris: a primeira e mais marcante. A escada era muito estreita já no começo e a cada andar ficava cada vez mais apertado! Claustrofóbicos: estejam preparados!
  2. Arco do Triunfo, Paris: a maior. Mas é um pouco mais larga então dá para fazer paradas estratégicas. Vale muito a pena ter a vista do topo do coração de Paris.
  3. Catedral de Liverpool: esta escada foi interessante porque você sobe de elevador até o "teto" da igreja, onde ficam os enormes sinos, e de lá sobe uma escadinha de ferro até o topo.     
   
Viagem em maio de 2017

  • Compartilhe:

Veja também

0 comentários